Jejum intermitente: Conheça os prós e os contras antes de adotar essa prática


O que é jejum intermitente ou jejum curto? Essa prática realmente ajuda a emagrecer? Quem pode adotar esse modelo de dieta e quais os principais benefícios? E as contraindicações?

Essas e outras perguntas devem estar rondando a cabeça de muitas pessoas que já ouviram falar neste assunto, mas, certamente ainda têm muitas dúvidas acerca do tema.

Para esclarecer os principais tópicos que envolvem o jejum intermitente, a nutricionista da Clínica L’Organi, Jitka Kasparova, explica de forma bem didática, como tirar proveito dessa prática, tão difundida nos dias de hoje.


Acompanhe:

O que é

O jejum intermitente é o ato de ficar sem comer por um longo período (de 16 a 24 horas), ingerindo apenas líquidos não calóricos como água, chá e café. É uma prática tradicional, tendo em vista que os nossos ancestrais já faziam isso. O ser humano evoluiu praticando jejum, e, por isso, não pode ser considerado como um modismo.

Quem pode praticar

O adulto saudável pode adotar o jejum curto, sem perigo. Há, no entanto, algumas contraindicações: diabéticos, gestantes, crianças e pessoas abaixo do peso. Nestes casos, o jejum intermitente deve ser evitado.

Benefícios

Estudos comprovam que há muitas vantagens no jejum intermitente. Além de ajudar no processo da perda de peso, ele acelera o metabolismo, melhora os índices de hemoglobina glicada, diminui a insulina, e é economicamente viável. Diferente, por exemplo, de uma dieta com restrição calórica severa (abaixo de 1000 calorias/dia), em que a pessoa perde peso, mas quando volta a comer um pouco mais, engorda novamente, pois o metabolismo está mais lento.

Principais preocupações

Existe um medo infundado das pessoas sentirem fome, mal-estar, alterações de humor, raciocínio lento etc. Esses sintomas podem até acontecer no início da prática, principalmente para quem tem uma dieta baseada em carboidratos e está acostumada a comer várias vezes ao dia.

Outra preocupação é o receio de perder massa magra. Porém isto também não procede. É muito importante associar a prática regular de musculação para manter o músculo enrijecido.

Quantas horas jejuar

Antes de adotar o jejum intermitente em sua rotina, a recomendação é adaptar o organismo para esse processo. O ideal é manter uma dieta low carb por algum tempo para reduzir a fome naturalmente. Depois disso, com o corpo adaptado, começar o jejum. Estudos mostram que os benefícios já ocorrem com o jejum de 16 horas. Uma dica é jantar por volta das 20h, não tomar o café da manhã e depois almoçar às 12h. Lembrando sempre de hidratar-se.

Em geral, recomenda-se fazer o jejum intermitente duas vezes por semana, mas tudo depende do objetivo e do estado de saúde do paciente. Assim, ao decidir por essa modalidade de jejum, converse antes com o seu médico e tenha o acompanhamento de um nutricionista para atingir os resultados almejados e garantir o seu bem estar.


👉 Para agendamento com equipe qualificada clique no link: http://bit.ly/2J3addm


Clínica L'Organi Medicina & Estética

📍Rua Antonio de Macedo Soares, 1760 Campo Belo – São Paulo

(11) 5533-5522 (11) 95043-5522



#estetica #esteticafacial #saopaulo #emagrecimento #harmonizaçãofacial

0 visualização
Agende sua avaliação estética.
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
logo whatsapp.png
Visite também L'Organi Clinica Médica
Otorrinolaringologia
Logo LOrgani otorrino

R. Antônio de Macedo Soares, 1760

Campo Belo - São Paulo - SP

Telefone: (11) 5533-5522

WhatsApp: (11) 95043-5522

©Criado por naLATA.net